Como plantar fruta-do-conde

Como plantar fruta-do-conde

A fruta-do-conde ou fruta-pinha - bizarra e deliciosa, faz parte da família Annonaceae e é uma boa fruta para se plantar em regiões mais quentes, sendo intolerante à climas mais frios. É originária das Antilhas e foi trazida para a Bahia por mãos de portugueses, em especial o Conde de Miranda, que veio a emprestar o seu título como nome para esta fruta.

Uma ótima fruta para se plantar num pomar, também conhecida como pinha, araticum, ata e anona, a fruta-do-conde tem boa aceitação no mercado. É fonte de vitaminas como a C e algumas do complexo B, rica também em carboidratos, ferro, fósforo e proteínas. Neste post do umCOMO explicamos como plantar fruta-do-conde sob as melhores condições e os cuidados essenciais para mantê-la saudável.

Como plantar fruta-do-conde

A fruta-do-conde pode ser plantada durante o ano todo. A planta pode gostar de calor e de boa e constante incidência solar, mas seus frutos não. Então, a sua zona de plantio deve ter um clima agradável, ameno e quente, o ar deve ser arejado, mas na época de frutificação as frutas devem estar protegidas da constante incidência solar.

Para plantar a fruta-do-conde é necessário pensar bem na disposição de tempo e empenho para decidir entre comprar mudas - o que também acresce o custo - ou sementes. As mudas dão menos trabalho, principalmente se as adquirir já enxertadas, mas tem um maior custo. Já as sementes, necessitam de maior cuidado, principalmente com o afastamento das pragas e adubação.

As mudas crescem mais rapidamente e são mais resistentes, se você não pretende ter uma grande criação de frutas do conte, opte pelas mudas. Prefira plantar fruta-do-conde proveniente de mudas de viveiros certificados, essa é uma das maneiras de garantir o desenvolvimento da árvore.

O solo para plantar fruta-do-conde deve ser leve e solto, ter boa capacidade de drenagem de água e riqueza em matéria orgânica. As raízes da árvore de fruta-do-conde são profundas e por este motivo o solo também deve ser. Não é muito recomendável plantá-las em vasos, a não ser que estes sejam realmente grandes, ainda que limite o seu crescimento, não será em muito. O solo deve ser ligeiramente ácido.

Quando plantada por sementes pode levar de 20 a 30 dias para germinar, dependendo da região onde é plantada. E deve ser transplantada para solo firme e definitivo após 18 meses da germinação, quando já possui tamanho e resistência para um transplante.

Como cuidar do pé de fruta-do-conde

Quando jovem, deve ser regada sempre que o solo se encontrar seco, devendo evitar secas prolongadas, tal como encharcamentos. A planta não possui grande resistência contra fungos ou doenças, tente manter o solo úmido mas não demasiadamente encharcado. Quando adulta, pode ser regada 3 vezes por semana.

Como podar a árvore de fruta-do-conde

Ela deve ser podada e adubada a cada seis meses. A poda deve ser de formação, mantendo a copa arejada, mas protegendo os frutos da luz solar direta. O adubo pode ser tanto compostagem, quanto NPK, nas proporções 5-5-5. Não deixe de ler nossos outros artigos sobre plantio de árvores frutíferas como:

  • Como plantar Damasco
  • Como plantar mamão
  • Como plantar Goiabas
  • Como plantar Kiwi
  • Como plantar Mirtilo
Imagem: aspruder.com.br

Quanto tempo leva um pé de pinha dar frutos?

A frutificação ocorre entre 110 e 120 dias após a floração e a colheita pode ser feita após 90 dias.

Quando colher a fruta-do-conde?

É fácil saber quando elas podem ser colhidas, mesmo sem a contagem dos dias, pois as frutas começam a afastar-se dos cachos e a sua coloração torna-se mais clara; é quando tornam-se maduras.

Doenças da fruta-do-conde

Existem algumas doenças de maior incidência na fruta-do-conde como o escurecimento dos frutos ainda, fungos, desfolhamento, formação de cancros nos troncos, deformação dos frutos, apodrecimento das raízes, dentre outros. O tratamento para cada um desses casos dependerá de do diagnóstico exato, de acordo com guia publicado pela Embrapa sobre as Principais Doenças da Fruteira-do-Conde no Cerrado.[1]Entretanto, de maneira geral, sabe-se que manter a adubação e condições de rega estipuladas evitam estresses hídricos e o consequente surgimento desses problemas e sua proliferação.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como plantar fruta-do-conde, recomendamos que entre na nossa categoria de Jardinagem e Plantas.

Referências
  1. JUNQUEIRA, Nilton Tadeu Vilela et al. Principais doenças da fruteira-do-conde no cerrado. Embrapa Cerrados-Circular Técnica (INFOTECA-E), 2001. Disponível em: <https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CPAC-2009/24053/1/cirtec_16.pdf>. Acesso em 15 de maio de 2020.