Partilhar

Como regar cactos

 
Por Ketlyn Araujo. 16 maio 2020
Como regar cactos

A família botânica Cactaceae, mais conhecida como cactos, caracteriza plantas pertencentes à espécie vegetal mais abundante dos desertos. Existem mais de 2000 espécies diferentes de cactos no planeta, e uma das coisas mais extraordinárias sobre essas plantas é a capacidade que elas têm de adaptação ao ambiente para sobreviver. Ou seja, elas não se adaptam apenas aos climas áridos, como desertos, mas também a climas úmidos.

Como você já deve imaginar, não é tão complicado assim cuidar de um cacto, já que eles necessitam de poucas quantidades de água para sobreviver. Mas isso não significa que a rega é dispensável para essas plantas. Se você ganhou um cacto de presente ou comprou um, mas não tem ideia sobre como regar cactos e cuidar direitinho deles, não deixe de ler este artigo do umCOMO. Contamos tudo o que você precisa saber!

Também lhe pode interessar: Como cuidar de mini cactos

Como regar cactos

Geralmente os cactos precisam de poucas quantidades de água para sobreviver, mas os cactos domésticos requerem alguns cuidados extra. A regra básica é regar o cacto uma vez por semana, sem formar poças de água no substrato da planta – ou seja, sem excessos.

Essas plantas devem ser colocadas em um recipiente com substrato que permita bastante drenagem, para que a água circule e alcance todas as partes do cacto. Dessa forma, você também vai evitar que a planta seja danificada pelo excesso de água em pontos específicos, algo muito mais comum do que parece. A seguir, te explicamos o passo a passo sobre como regar cactos.

  1. Escolha o melhor horário para regá-los: ou bem cedo, durante as primeiras horas da manhã, ou ao anoitecer.
  2. Você deverá usar um regador com orifícios pequenos, permitindo que a água saia escorrendo, em não em forma de esguicho.
  3. Se você for regar seu cacto durante o verão ou em dias quentes, recomendamos fazer a rega a cada três dias. Se esse não for o caso, procure regá-lo quando sentir que a terra está seca (geralmente uma vez por semana).
  4. Evite regar o cacto quando ele estiver recebendo luz direta do sol. Além disso, lembre-se de regar apenas a terra, e não as folhas do cacto, para evitar que fungos e bactérias cresçam na sua planta.
  5. Comece a regar o cacto aos poucos, evitando formar poças na superfície da terra. Quando a água começar a sair pelos furos de drenagem do vaso, pare de regar a planta.

Como regar um mini cacto

Os mini cactos, como o nome já adianta, são pequeninos e usados principalmente como plantas decorativas. Porém, eles requerem alguns cuidados específicos, um pouco diferentes dos indicados para os cactos convencionais.

Aqui no umCOMO, adiantamos que o ideal é regar os mini cactos a cada 15 dias, porém durante o verão e em dias muito quentes o recomendável é regá-los sempre que a terra estiver muito seca, conforme explicamos anteriormente. Siga os conselhos abaixo:

  • Se você acabou de transplantar o mini cacto, evite regá-lo logo em seguida, pois você só deverá fazer isso duas semanas após o transplante.
  • Você pode lançar mão de palitos de madeira para verificar se a terra ainda está úmida ou não. Caso o palito saia totalmente seco, ou seja, sem resquícios de água após espetá-lo no solo, é hora de regar seu mini cacto.
  • Você deve regar o mini cacto muito lentamente, pois poças de água podem se formar no vaso.

Apesar de todas essas recomendações, lembre-se de que o tempo entre cada rega sempre vai variar de acordo com o tipo de cacto que você tiver em casa. Para saber exatamente de quanto em quanto tempo você deve regar seu cacto, recomendamos consultar um profissional especializado nessa categoria de plantas.

Para mais informações, dê uma lida no nosso post sobre como cuidar de mini cactos.

Como regar cactos - Como regar um mini cacto

Outros cuidados com cactos

Como você já sabe, os cactos pertencem à família das plantas suculentas, ou seja, as que acumulam água em seus tecidos para que sobrevivam por mais tempo. É por isso que suculentas são perfeitas para decoração, já que duram bastante tempo em vasos e exigem poucos cuidados.

Porém, isso não significa que os cactos podem ser descuidados ou deixados de lado. Na verdade, eles precisam mesmo é de cuidados básicos específicos, que quando levados em consideração ajudam a preservar seu bem-estar. Veja alguns cuidados com cactos que você deve considerar:

  • Nem todos os cactos se adaptam bem à incidência de luz solar durante o dia todo, nem à presença total de sombra por 24 horas. Recomendamos, então, que você coloque o cacto em locais onde ele receba tanto a luz do sol quanto a sombra, ou então que você mova a planta de tempos em tempos.
  • Já que os cactos não precisam de tanta água para sobreviver, é recomendável que, durante o inverno, ele não seja regado de maneira abundante, mas que você mantenha a terra sempre úmida.
  • Em épocas de muito calor, recomenda-se regar cactos até duas vezes por semana caso a terra esteja totalmente seca. Lembre-se, ainda, de parar de regar a planta quando notar que a água começou a sair pelos orifícios do vaso.
  • Não é recomendável posicionar os cactos em locais muito quentes, pois isso diminui a vida deles.
  • Também não é recomendável colocar os cactos em ambientes com temperaturas abaixo de 7 graus Celsius.
  • Em temperaturas abaixo de 8 graus Celsius, os cactos não devem ser regados, pois podem acabar danificados ou até apodrecer.
  • Quando a planta começa a crescer, de modo que suas raízes passam a sair do vaso e ela muda de coloração, é sinal de que chegou a hora de transplantar o cacto. A melhor época para fazer isso é após o inverno, já que as temperaturas estão mais reguladas. Neste outro artigo sobre como e quando transplantar cactos, oferecemos todas as informações que você deve saber sobre esse processo.

Já se você quer saber como cuidar de um cacto com mais detalhes, não deixe de acessar este link.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como regar cactos, recomendamos que entre na nossa categoria de Jardinagem e Plantas.

Escrever comentário sobre Como regar cactos

O que lhe pareceu o artigo?

Como regar cactos
1 de 2
Como regar cactos

Voltar ao topo da página