menu
Partilhar

Folhas do limoeiro enroladas: causas e soluções

Folhas do limoeiro enroladas: causas e soluções

O limoeiro é uma das melhores plantas para termos em casa. Afinal, além de muito atrativas em razão de suas fortes cores, a planta ainda pode perfumar nossos jardins e nos fornecer frutos úteis para receitas como tortas, sucos, etc. Ainda que seja uma ótima planta, assim como todas as outras, o limoeiro corre riscos de ser atacado por pragas e a desenvolver doenças que podem o deixar fraco, com uma má aparência e, dependendo da gravidade, até mesmo matar a planta. Um dos sintomas que o limoeiro pode exibir quando doente são folhas enroladas, mas o que será que causa isso e como tratar o problema?

Se eu pé de limão está doente e você observou as folhas do limoeiro enroladas, veja nesse artigo do umCOMO as causas e soluções.

Doenças do limoeiro causadas por bactéria

Dentre as doenças do limoeiro, que podem deixar as folhas da planta todas enroladas encontramos a praga causada pelo Trioza erytreae[1], um inseto originário da África Subsaariana que tem como hospedeiras as plantas do da família Rutaceae. Por estarem dentro da família hóspede, todas as plantas do gênero Citrus, ou seja, a praga pode atingir limoeiros, laranjeiras, tangerineiras, etc.[2] Por não estar dentre as pragas mais comuns que encontramos como pulgões e fungos, é, por vezes, difícil de identificar, sendo necessário que prestemos atenção para identificar o inseto.

A doença transmitida pelo Trioza erytreae, chamada de Candidatus Liberibacter africanus, é causada por uma bactéria da qual o inseto é vetor. Para se livrar dessa praga, é necessário queimar todos os ramos danificados e é necessário prestar atenção no restante para conferir se não há persistência, porque haverá necessidade de novas queimadas.[1]

Se seu limoeiro é recente e você precisa de mais dicas de como realizar seu cuidado, veja também como cuidar de um limoeiro.

Doenças do limoeiro causadas por larva

Se você reparou as folhas do limoeiro enroladas, outra possibilidade é uma praga causada pela larva minadoura, originária das moscas também chamadas de minadouras, do gênero Liriomyza. As moscas em questão, são originárias das Américas, aparecem do Norte ao Sul do continente e podem atacar outras plantações como de feijão, batata, tomate, alface, melancia e melão. Por serem originadas de moscas, é possível detectar a praga por sua presença, valendo prestar atenção em suas manchas amareladas para identificação do problema.[3]

Caso você confirmar o ataque desse tipo de praga não se preocupe, pois o uso de inseticidas comuns é suficiente para acabar com o problema.[4]

Doenças do limoeiro causadas por inseto

Folhas do limoeiro enroladas podem representar que o pé de limoeiro está sofrendo ataque de psilídeo, um inseto bem pequeno, com cerca de 2mm, o que pode fazer com que passe desapercebido, mas que suga seiva e está entre as pragas que atacam os Citrus, o que inclui o pé de limão.[5] Por sugar a seiva de folhas, quando o psilídeo ataca plantas, acaba por prejudicar a saúde da planta. Além de sugar a seiva de folhas, esse inseto (de nome científico Diaphorina citri), é responsável pela transmissão de huanglongbing, um doença bacteriana considerada a pior da citricultura mundial.[6]

Assim como para outros tipos de praga, a solução para acabar com os psilídeos é utilizar inseticida[6]. Além disso, também é recomendável prestar atenção nos períodos após a aplicação para evitar que a praga retorne.

Pulgão afeta a saúde do limoeiro

Folhas do limoeiro enroladas e em pés de outras plantas podem ser sinal de outros problemas que não têm essa como característica principal, mas que podem acabar acarretando nessa alteração na aparência das folhas. Caso você tenha checado e eliminado todas as possibilidades acima, saiba que ainda é possível se tratar de um ataque de pulgões, insetos bastante comuns e que existem em diversas espécies e são capazes de atacar diversos tipos de planta.

O pulgão Toxoptera citricida é, como o nome indica, outra praga que ataca unicamente Citrus, sendo o responsável por uma doença chamada de "tristeza cítrica", também causando o enfraquecimento da planta.[7]Infelizmente, ao contrário de outras pragas, é bastante difícil se livrar dos pulgões, o que é agravado pelo fato de que vivem em colônias, ou seja, surgem em grande quantidade.[8]

Ainda que acabar com essa praga não seja das tarefas mais fáceis, há soluções. Se você quer saber o que fazer, veja também remédios caseiros contra o pulgão para descobrir soluções simples e eficazes que te livrarão desse problema.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Folhas do limoeiro enroladas: causas e soluções, recomendamos que entre na nossa categoria de Jardinagem e Plantas.

Referências
  1. COUTINHO, C. Psila africana dos citrinos. 1. ed. Matosinhos: Estação de Avisos de Entre Douro e Minho, 2015. Disponível em: http://geo.drapn.min-agricultura.pt/agri/archivos/folletos/1422352291_Divulga%C3%A7%C3%A3o_Tryoza_eritreae_1_edi%C3%A7%C3%A3o.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2021.
  2. MAIER, J. A. Efeitos do extrato etanólico e frações purificadas de Esenbeckia leiocarpa Engl. (Rutaceae) na atividade anticolinesterásica e no comportamento de animais. 2010. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente) - Instituto de Botânica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, São Paulo, 2010. Disponível em: http://arquivos.ambiente.sp.gov.br/pgibt/2013/09/James_Andreas_Maier_MS.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2021.
  3. GUIMARÃES, J. A.; MICHEREFF FILHO, M.; OLIVEIRA, V. R.; LIZ, R. S. de; ARAÚJO, E. L. Biologia e Manejo de Mosca Minadora no Meloeiro. Brasília: Embrapa, 2009. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/782429/1/ct77.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2021.
  4. SOARES B. A. R.; SILVA L. B. G. R. F.; OLIVEIRA T. C.; SILVA A. L.; CZEPAK C. Controle químico de Liriomyza huidobrensis (Diptera: Agromyziade) na cultura do tomate de mesa. Horticultura Brasileira, v. 30, n. 2, Recife, 2012. Disponível em: http://www.abhorticultura.com.br/EventosX/Trabalhos/EV_6/A5198_T8711_Comp.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2021.
  5. LEITE, G. L. D.; D'ÁVILA, V. de A. Pragas dos Citros. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2017. Disponível em: https://halley.adm-serv.ufmg.br/ica/wp-content/uploads/2017/06/Pragas_de_citros.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2021.
  6. MIRANDA, M P. de. Manual de psilídeo Diaphorina citri: medidas essenciais de controle. Araraquara: Fundo de Defesa da Citricultura,<

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Alexandre carlos zimmermann
Quais os cuidados apos a frutificação do limao siciliano como poda e adubação?
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Olá Alexandre, agradecemos o seu comentário. Neste outro artigo você pode encontrar todas as dicas de como cuidar de um limoeiro: . Esperamos que você continue acompanhando os artigo do umCOMO. Um abraço da equipe editorial!
A sua avaliação:
Geralda Diniz
Tenho um pé de limão galego, porem ele está com galhos secos e folhas ressecados, mas o caule está com brotos. O que fazer para socorre-lo.
Obrigada e me ajude.

Folhas do limoeiro enroladas: causas e soluções
Folhas do limoeiro enroladas: causas e soluções

Voltar ao topo da página