Partilhar

Plantas aromáticas de exterior

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Plantas aromáticas de exterior

As plantas aromáticas, como a salsinha ou a hortelã, dentro de uma casa se caracterizam por ser de utilidade para os cozinheiros, podendo assim temperar pratos de forma saborosa e cômoda, do seu jardim, pátio, terraço ou varanda. Além disso, o seu consumo contribui com grandes benefícios para a saúde, o que se potencializa com sua condição de produto natural. Mas também servem para atrair insetos polinizadores e espantar os indesejados em qualquer espaço exterior. Se você se considera um cozinheiro entusiasta, além de um bom jardineiro, em umComo trazemos para você esta lista de plantas aromáticas de exterior.

Salsinha

A salsinha é uma planta muito conhecida dentro das ervas aromáticas comestíveis, pois sendo possível cultivá-la tanto em vasos como em jardineiras, podemos dispor de suas folhas frescas sempre que se desejar para acompanhar a uma grande variedade de pratos. Para o seu crescimento e reprodução, é necessário colocá-la à luz do sol em um solo não muito compacto.

Plantas aromáticas de exterior - Salsinha

Camomila

A camomila irradia beleza, mas além de deixar o seu jardim ou terraço bonito também será útil quando quiser relaxar, já que pode fazer deliciosas infusões com suas folhas. No entanto, também requer de cuidados básicos, como um meio ensolarado, uma irrigação regular mantendo os níveis altos de umidade e um solo permeável e drenado. Além disso, não se deve cortar os caules nem as folhas, caso contrário, poderia se debilitar, mas na primavera quando estiver florescida, tem que recortar levemente as pontas daqueles caules que tenham dado flor para que depois cresçam com força.

Plantas aromáticas de exterior - Camomila

Hortelã

Em terceiro lugar, propomos uma erva aromática imprescindível, a hortelã, porque pode ser cultivada tanto em um vaso quanto na terra do jardim. No que diz respeito aos seus requisitos, precisa de água em abundância, mas também de fertilizantes do tipo mineral durante a época primaveril. Além disso, destaca-se que prefere a semi-sombra ao invés do sol direto.

Plantas aromáticas de exterior - Hortelã

Lavanda

A lavanda possui um aroma fantástico e uma preciosa cor lilás, e para a sua conservação ideal é necessário adubá-la depois de ser podada, para que assim os seus novos caules não se precipitem tornando-se lenhosos. Além disso, temos que podá-la após florescer. No entanto, antes de cultivar lavanda deve ter em conta que ela prefere substratos soltos, arenosos, secos e calcários, que requer muita luz solar e que sua drenagem deve ser correta, mas não abundante para evitar que as suas raízes apodreçam.

Plantas aromáticas de exterior - Lavanda

Poejo

Outra erva relaxante que você pode plantar em seu jardim é o poejo, o qual não requer muitos cuidados, simplesmente de uma irrigação frequente. Além disso, adapta-se facilmente a diferentes tipos de solo, inclusive àqueles que não têm uma boa drenagem. De uso medicinal, o poejo é consumido em forma de infusão, por isso você pode se beneficiar de suas propriedades cultivando-o em seu jardim.

Plantas aromáticas de exterior - Poejo

Manjericão

Ainda que não seja resistente às geadas, suporta estar em meios ensolarados ou em meia sombra. Esta planta aromática cresce melhor em terra fresca e com uma boa drenagem, mas também pode fazê-lo em solos não tão férteis. Para que as suas sementes germinem em duas semanas, deve-se adubar o solo quando acabar o inverno, antes que se leve a cabo a semeadura.

Plantas aromáticas de exterior - Manjericão

Se pretende ler mais artigos parecidos a Plantas aromáticas de exterior, recomendamos que entre na nossa categoria de Jardinagem e Plantas.

Escrever comentário sobre Plantas aromáticas de exterior

O que lhe pareceu o artigo?

Plantas aromáticas de exterior
1 de 7
Plantas aromáticas de exterior

Voltar ao topo da página